jbkvkh
Não, cachorro, a comida não é sua. Ela será sua depois que eu, o verdadeiro dono da comida, líder da matilha, resolver te dar. Sou eu quem trabalha e sustenta seus luxos, brinquedos, veterinário, banhos e comida. E mesmo assim, se eu quiser, posso tirar a comida depois.

Como assim, não pode? Ah, tá, você coloca a comida do seu cachorro, ele vai comer e é só alguém passar por perto que ele vira uma fera? Não deixe isso acontecer de jeito nenhum.

Vou ser repetitiva nesse ponto, pois é o principal para você ter um cachorro legal do seu lado, a hierarquia. A comida é um dos principais sinais de quem é o líder. Como já falei antes, você come primeiro, a não ser que quem esteja lendo o livro seja o cachorro. Vamos lá, se seu cachorro ainda é um filhote que mal saiu das fraldas, dá tempo de ensinar, e da maneira mais fácil.

Como um bom líder de matilha, você vai comer antes do cachorro. Tá bom que você esteja de dieta, mas nem que seja uma uvinha, um pedacinho de qualquer coisa que esteja amanhecendo na geladeira, um queijo, o importante é o peludo perceber que você comeu antes dele. Tá bom, não tá com nada de fome? Então pegue a tigela dele e apenas finja que está comendo a ração, depois dê para ele, mostrando que você já está satisfeito e que, o que sobrou, é dele. Não encare isso como maldade, é uma das justiças caninas e injustiças humanas, para eles isso é o certo.

Bem, estamos lidando com um filhote. Então é assim, deu o pratinho dele? Fique por perto, faça carinho nele, coloque a mão na comida, até se dê ao luxo de jogar um petisquinho na comida pra ele ficar feliz e pronto. Chega de perturbar o bebê, deixe o bichinho comer sossegado. Fazendo isso ele vai crescer sem achar que as pessoas sejam uma ameaça à sua refeição. Lembre-se, cachorro é um animal de caça, pode vir um bicho maior e roubar a comida dele. Ele não sabe que a gente prefere um saco de pipoca a um saco de ração. Por isso é legal ele se acostumar com as pessoas por perto enquanto ele come.

Ah!!! Estamos falando de um adulto agora? Você não fez nada disso quando ele era um filhote? Duas opções, ou ele é um cachorro muito bonzinho, seguro de si, e sabe que você não representa perigo para o prato dele e, nesse caso, você não corre risco nenhum ou, como a maioria dos cães, ele pensa que tem que defender sua comida com unhas e dentes, muitos dentes. Sim, dá para reverter essa situação, mas nesse caso, e principalmente se ele tiver uns 40 quilos, é sensato usar a coleira e guia. E agora o assunto é sério, pois você tem que mostrar, de qualquer jeito, que quem manda é você.

Vamos lá, mantenha o peludo na guia, com alguém segurando ou senão preso em algum lugar (maçaneta, perna da mesa pesada, qualquer lugar que ele não consiga puxar e quebrar). Prepare a refeição dele enquanto ele olha tudo acontecendo. Deixe a tigela dele num local onde ele não alcance. O melhor a fazer agora é você realmente comer, tomar café da manhã, almoçar, senão pegue uma fruta e coma. Agora pegue algo que ele goste muito, desde um petisco bem gostoso a pedacinhos de carne, vale tudo, e segure em uma mão. Aí você coloca a tigela perto dele e fique junto, controlando com a guia caso ele queira demonstrar alguma agressividade. Quando ele estiver com a cabeça baixa na tigela, deixe cair um pedacinho daquilo que você tiver na mão no prato dele. Você tem que ir sentindo o cachorro, sem ser invasivo. Se você achar que está tudo indo bem, coloque mais um pedacinho, mas mais de perto, e vá aproximando sua mão cada vez mais da tigela. Até ele perceber que a sua mão é legal pra caramba, pois cada vez que sua mão se aproxima é como mágica, aquela pedrinha, quer dizer, aquela ração, ganha um saborzinho extra. Não faça isso de uma vez só, vá estudando a situação, veja o limite dele e respeite. Em algum tempo a hora da refeição não será mais a hora do pânico.

Sei que nesse momento tem gente lendo isso e fazendo careta, achando loucura, imagine só, que animalzinho de estimação faria isso? Vários, acredite, de Poodles a Labradores, passando por todos os outros. Já foram relatados casos inacreditáveis de agressão nessa situação. Inclusive já vi bebê tomando um susto grande, pois o cachorro estava comendo e ele resolveu engatinhar por perto. Na verdade o susto foi dos pais, pois o cachorro era bonzinho e penso eu que bebê, assim como um filhote, nunca é considerado uma ameaça à comida, nada que uma rosnada mais alta não resolva. Sorte do bebê, que nem ligou pra rosnada e nem tomou dentada.

http://portaljudaico.com.br/vendoo/uploads/2017/04/jbkvkh.jpghttp://portaljudaico.com.br/vendoo/uploads/2017/04/jbkvkh-150x150.jpgSheila NiskiEXPERTSVIDA DE CÃONão, cachorro, a comida não é sua. Ela será sua depois que eu, o verdadeiro dono da comida, líder da matilha, resolver te dar. Sou eu quem trabalha e sustenta seus luxos, brinquedos, veterinário, banhos e comida. E mesmo assim, se eu quiser, posso tirar a comida depois. Como assim,...Comunidade Judaica Paulistana