lag-baomer

Neste domingo, de acordo com as tradições judaicas, comemora-se Lag Baômer. Conforme o Talmud, 24 mil alunos de Rabi Akiva, todos eruditos na Torá, morreram por fracassar em tratar um ao outro com respeito, na época entre as festas judaicas de Pessach e Shavuot. A praga que os assolou exterminou toda uma geração de líderes espirituais do povo judeu.

Em outro texto da literatura rabínica (Bereshit Raba), lemos que “Rabi Akiva disse aos seus novos alunos: “Meus filhos, os primeiros só morreram porque não olhavam generosamente uns para os outros. Prestem atenção para vocês não agirem como eles”. É costume não se casar, não se barbear nem cortar o cabelo até Lag Baômer, o 33o dia entre Pessach e Shavuot, quando se diz que cessaram as mortes entre os estudantes de Rabi Akiva. Este se tornou um dia de concentração de festas, um estouro de alívio depois de tanta tristeza.

A principal lição deste período tem a ver também com a época em que vivemos. As pessoas que morreram não eram ruins: ao contrário. Eram grandes eruditos do povo judeu. Mas quando foi que eles “morreram”, de fato ou simbolicamente? Eles morreram quando não souberam tratar as outras pessoas com respeito. Hoje vemos pessoas inteligentes, com boa formação cultural e acadêmica, desrespeitando outras por divergências políticas ou religiosas, das formas as mais crueis e grosseiras.

A cada vez que vejo uma destas pessoas agindo assim, elas morrem um pouco para mim. A dor é grande: pessoas que tratam bem os filhos, o companheiro, os pais – mas não deixam de ofender o adversário político ou religioso como se fossem baratas. O advogado, a médica, o engenheiro, a atriz, tornam-se primitivos em uma luta pela sobrevivência nas cavernas.

Morre o exemplo para as próximas gerações. Se não agirmos com generosidade, como orienta Rabi Akiva, morreremos todos. E quando o último agressor morrer (metaforicamente), será momento de comemorar, de renovar a esperança, celebrar o amor – e seguir em frente; sem cometer os mesmos erros.

http://portaljudaico.com.br/vendoo/uploads/2017/05/lag-baomer.jpghttp://portaljudaico.com.br/vendoo/uploads/2017/05/lag-baomer-150x150.jpgUri LamJUDAÍSMOJUDAÍSMO INCLUSIVONeste domingo, de acordo com as tradições judaicas, comemora-se Lag Baômer. Conforme o Talmud, 24 mil alunos de Rabi Akiva, todos eruditos na Torá, morreram por fracassar em tratar um ao outro com respeito, na época entre as festas judaicas de Pessach e Shavuot. A praga que os assolou...Comunidade Judaica Paulistana