Agora que é um ex-inteligente burro e não freia mais a internet da sua empresa e aceitou virar Abelha e não colocar defeito em tudo feito uma Mosca, surge o que chamaria de pergunta óbvia: “O que fazer… o que procurar… quais os objetivos buscar… quais metas alcançar?”.

Quando não se conhece um ambiente, fica realmente difícil saber o que procurar. E já que me propus a “conduzir” você desde os primeiros passos, tentarei fazê-lo perceber a maior de todas as realidades da internet:

A mesma coisa que você busca no mundo real, você deve buscar no virtual! 

Vamos definir algumas nomenclaturas para que o texto não fique gigantesco e a cada pensamento, tenha que me explicar… quando me referir a algo, por favor, entenda o todo:
1) seu negócio = seu próprio negócio ou a empresa que você trabalha;
2) sua empresa = uma empresa constituída ou autônomo ou profissional liberal;
3) produto = produtos ou serviços ou ambos

Você não abriu um negócio ou trabalha em uma empresa que busca vender, vender e vender? Não está em busca de clientes, clientes e mais clientes? Não gostaria de estar instalado num belíssimo ponto em uma avenida bem movimentada, com um espaçoso estacionamento para receber a todos? Não seria também parte do seu ideal ter produtos perfeitos a oferecer? Não gostaria que seu estabelecimento fosse lindo, arrumado, lindamente mobiliado para recebê-los?

É isso que você deve buscar na internet!

  1. Ter um site equilibrado, com uma bela plástica e conteúdo interessante é ter uma casa bem mobiliada.
  2. Ter um estabelecimento bem localizado numa avenida bem movimentada é estar visível a um número grande de internautas. É estar aonde seus clientes estão. Ter um amplo estacionamento para receber seus clientes é ter uma internet estável que comporte vários visitantes ao mesmo tempo.
  3. Ter muitos clientes e vender bastante no mundo real, na internet significa, ter muitos clientes e vender bastante também rsrsrs
  4. Ter produtos perfeitos não significa que sejam bons, bonitos e baratos e sim, que sejam exatamente aqueles que seu público-alvo deseja.

Percebeu como é a mesma coisa?

Claro que há dezenas de formas de expor a sua marca, a sua empresa e seus produtos na internet. Claro que há milhares de formatos, cores e tipos diferentes de sites e obviamente, não temos todos estes clientes desejados e não vendemos a rodo como nossos sonhos gostaríam, mas é aí que entra a internet.
Sabe aquele esforço de venda que você faz na sua empresa como telemarketing, criação de cartões para distribuir nas visitas comerciais, envio de catálogo pelos correios, distribuição de folders pela redondeza, descontos, promoções e lançamentos? Então… tudo isso que há décadas o comércio no Brasil aprendeu a fazer a um custo alto, podemos replicá-los na internet a custos muito menores. E quando falamos a custos mais baixos, queremos dizer, realmente mais baixos. Por vezes até 5 ou 10 vezes menores!

E é isso que você deve buscar na internet!

Continuar seu trabalho tradicional e conservador sim, mas aumentar a abrangência de suas ações através da internet, pelo simples fato de levar seus produtos a muito mais pessoas com custos mais baixos. É vender mais, gastando menos.

Bom né? Nos próximos posts vamos abordar cada um dos 4 temas acima para que você possa entendê-los de froma definitiva e podermos então falar mais sobre ações e resultados.

Abraços

Wyllie

http://portaljudaico.com.br/vendoo/uploads/2016/06/oqbusca.jpghttp://portaljudaico.com.br/vendoo/uploads/2016/06/oqbusca-150x150.jpgWyllieINTERNETinternet,web marketing,webmarketingAgora que é um ex-inteligente burro e não freia mais a internet da sua empresa e aceitou virar Abelha e não colocar defeito em tudo feito uma Mosca, surge o que chamaria de pergunta óbvia: 'O que fazer... o que procurar... quais os objetivos buscar... quais metas alcançar?'. Quando não...Comunidade Judaica Paulistana

Related Posts

Conceito II 4/4 – Engajar para obter resultado

Conceito II 4/4 – Engajar para obter resultado

Conceito II 3/4 – Carência e Vaidade

Conceito II 3/4 – Carência e Vaidade

Conceito II 2/4 – A Mola Propulsora das Redes Sociais

Conceito II 2/4 – A Mola Propulsora das Redes Sociais