maimon

No próximo dia 20 de Tevet (18 de janeiro de 2017), é a comemoração do ”Hilulá” ( Elevação da alma) do Rabi que deixou sua marca inconfundível no Judaísmo até hoje, desde a Idade Média. RABI MOSHE BEN RABI MAIMON, O RAMBAM OU MAIMÔNIDES ZTZK”L.

Para comemorar esta data elevada, falaremos um pouco hoje sobre a vida dele e de sua família, de como viveram entre muitos perigos e percalços, que infelizmente era a vida de todos os judeus ao redor do Mediterrâneo durante a Idade Média: exílios, perseguições, fugas, tragédias…

Depois em outro artigo, com a Ajuda do Todo Poderoso, falaremos das obras e legado do RAMBAM. ”RaMBaM” é o acróstico em hebraico de ”Rabi Moshe Ben Maimon” ZTZK”L, ou em latim: Maimôn-Ides: Filho de Maimon.

NASCIMENTO E JUVENTUDE DO TZADIK: FUGAS DE PERSEGUIÇÕES ISLÂMICAS

Maimônides nasceu em 14 de Nissan – Véspera de Pessach – de 4895 – 1135, na cidade de Córdoba , na Espanha ”Al Andaluz”, então sob domínio muçulmano. A cidade era um grande centro cultural, onde muçulmanos, judeus e cristãos conviviam e participavam ativamente da vida pública.

maimonides cordoba
Monumento em homenagem ao RAMBAM, em frente sua casa em Córdoba, Espanha.

Maimônides recebeu toda  instrução de Torá de seu pai, Rabi Maimon Ovadia,destacado Rabi Sefaradí que tinha sua linhagem originária em ninguém menos que RABÊNU HAKADOSH YEHUDÁ HANASSI, ZY”A, o Compilador da Mishná este por sua vez, traçava sua origem até DAVID HAMELECH A”H. Portanto, Rambam era de linhagem Davídica.

Em 1148, no entanto, foi tomada pelos ”Almohads” ou ”Almorávidas”, uma facção islâmica que pregavam a restauração da ”fé pura” Islâmicas, (tal como o ”Daash” ou Estado Islâmico hoje em dia). Os judeus que não se converteram foram expulsos. Rabi Maimon, pai de Maimônides e líder da comunidade judaica de Córdoba, levou sua família de cidade em cidade no sul da Espanha durante a próxima década, à medida que os Almorávidas gradualmente varriam o país.

Os comentários de Maimônides sobre os dois Talmud – o de Jerusalém e o da Babilônia, bem como seus primeiros tratados, foram compostos durante aqueles anos de perseguição, aos seus 23 anos.

Em 1159 chegaram a Fez, Marrocos, onde permaneceram por cinco anos. Maimônides estudou medicina e Torá durante este período, onde também compilou a maior parte de seu trabalho para o comentário da Mishná. Trabalhando às vezes sob condições difíceis, ele era com frequência forçado a trabalhar de memória, condensando e esclarecendo as longas explicações talmúdicas da Mishná, sem ter o texto à sua frente.

MAIMÔNIDES E FAMÍLIA CHEGAM AO EGITO:

Em 1164, a perseguição religiosa forçou a família a sair também de Fez. Após passarem pela Terra Santa, Rabi Maimon e sua família chegaram a Fostat, no Egito (antigo Cairo) em 1166, o ano do falecimento de Rabi Maimon. Durante os cinco anos que se seguiram, a família foi sustentada pelo irmão de Maimônides, Rabi David Ben Maimon, permitindo que Maimônides começasse a trabalhar em sua obra  magma : ”Mishnê Torá’‘.

maimon tomb pai
Tumba de Rabenu Maimon ZTZK”L, trasladado do Egito para Tiveria, Israel.

Mas depois de tantas fugas ao longo de quase 20 anos, a família de Rabi Maimon ainda passaria por mais uma tragédia familiar: em 1171, no entanto, Rabi David morreu num naufrágio saindo de Alexandria! Assim Maimônides passou a exercer a medicina como forma de sustentar a família.

Diante disto, deu-se início àquilo que mais tarde se tornaria uma carreira de sucesso como médico, chegando a servir como médico pessoal do Grande Vizir Alfadhil e do Sultão Saladino.

Por volta de 1177, as obras eruditas de Maimônides tinham se tornado tão respeitadas que foi convidado a ser Rabino Chefe do Cairo – ”Naguid”, uma comunidade judaica grande e influente.

Após muitas dificuldades e responsabilidades para com a Comunidade Judaica no Egito, ele conseguiu completar sua obra magma e  dez anos mais tarde, sua outra obra filosófica: o ”Morê Nevuchim” ou ”Guia dos Perplexos”.

 FALECIMENTO DO TZADIK:

Rabi Moshe Ben Maimon ZTZK”L deixou o mundo físico em 2o de Tevet de 4965 ( 13 de dezembro de 1204) ,em Fostat, atual Cairo – Egito,  rodeado por seus alunos e família.

Mas Rambam NÃO  foi sepultado no Egito! Nos conta Yossef ben Itzchak Sambari, um cronista judeu-egípcio do século XVII como ocorreu o enterro milagroso dele na Terra Santa: como logo após o falecimento do Tzadik houve muita confusão por parte das comunidades Sefaradim do Egito, Tunísia, Marrocos, Espanha  e Iêmen sobre onde ele deveria ser enterrado, o dilema foi resolvido por um CAMELO!

maimonides tomb 1925
Tumba do Rambam ZTZK”L, em Tiveria, Israel. Cerca de 1920.

  O esquife com o corpo do Tzadik foi posto em cima do animal, os Sábios da época decidiram que onde o camelo parasse, ali seria enterrado o Rambam. Assim o camelo logo começou sua jornada, guiado por um anjo, para Terra Sagrada de Israel!!! Em 4 dias, sem que o corpo do Tzadik se danificasse ou exalasse cheiro, o camelo foi seguindo sua jornada SEM PARAR um minuto sequer! Atravessou a costa norte do Sinai, passou por Gaza e segui viagem pela Terra Santa. 

Ao longo do caminho, caravanas de judeus seguiam o camelo, sendo que num ponto da viagem, beduínos salteadores atacaram o cortejo fúnebre, mas quando viram que era o cortejo do Tzadik , que milagrosamente não se decompusera, viram um sinal dos Céus e não molestaram os judeus e os auxiliaram com provisões! O camelo sem ligar para os beduínos e os problemas a volta, continuou sua missão sagrada, chegando na costa oeste do ”Kineret” ( Mar da Galiléia) Norte da Terra Santa. Assim que passou ao sul pela tumba do Santo Rabi Meir Baal HaNês ZY”A, ele segui mais um pouco e PAROU, em TIVERIA (TIBERÍADES), ao lado dos túmulos sagrados dos ”Tanaim” (Sábios da época do Talmud), reclinou e deixou ali o corpo santo do Tzadik!!! As multidões de judeus se maravilharam com este sinal Divino de onde deveriam enterrar o Rambam e assim fizeram.

maimon tomb hoje
Tumba do Rambam ZTZK”L, hoje em dia, toda reformada.

Até hoje, seu túmulo, que foi todo reformado com contribuições de todas comunidades Judaicas e também pela Coroa Espanhola, atrai milhares de peregrinos de todo mundo, onde podemos depositar pedidos de rezas e recitar ”Tehilim” ( Salmos) em honra e elevação do Grande Tzadik.

QUE OS MÉRITOS SAGRADOS DE RABI MOSHE BEN MAIMON ZTZK”L PROTEJA Á TODO ISRAEL, AMÉN!!!

***

Pela recuperação ( Refuá Shelemá) de :

Norma Dolly (Ruth Bat Sara)

Marcel Ben Dora

e de todos Doentes de Klal Israel,

AMÉN!

 

 

 

 

 

http://portaljudaico.com.br/vendoo/uploads/2017/01/maimon-e1484272168611.pnghttp://portaljudaico.com.br/vendoo/uploads/2017/01/maimon-150x150.pngDiogo Hara ClaroGRANDES SÁBIOSRELIGIÃOEspanha,Maimonides,Marrocos,Mishne Torá,RAMBAM,Sefaradi,Tiveria  No próximo dia 20 de Tevet (18 de janeiro de 2017), é a comemoração do ''Hilulá'' ( Elevação da alma) do Rabi que deixou sua marca inconfundível no Judaísmo até hoje, desde a Idade Média. RABI MOSHE BEN RABI MAIMON, O RAMBAM OU MAIMÔNIDES ZTZK''L. Para comemorar esta data elevada,...Comunidade Judaica Paulistana