WOODY ALLEN-92 - TOCANDO CLAR-2

WOODY ALLEN-só2Woody Allen se descreve da seguinte maneira: “As pessoas sempre se enganam em duas coisas sobre mim; pensam que sou um intelectual (porque uso óculos) e que sou um artista (porque meus filmes sempre perdem dinheiro)”.

Allan Stewart Königsberg é o verdadeiro nome de Woody Allen, de pais de origem judaica e avós imigrantes judeus alemães. Além de cineasta e ator, Allen é também escritor, roteirista e clarinetista de jazz. Seu pai era taxista.

Não é fácil ser Woody Allen. Aos 80 anos, com 48 longas no currículo e uma média incrível de um filme por ano há décadas, ele não tem nada mais a provar, a quem quer que seja.

Woody segue filmando porque ama a sétima arte e porque, como ele volta e meia diz, “tem uns loucos que topam me bancar”.

Woody Allen nasceu e passou sua infância de classe média no Brooklyn, bairro de Nova York. Durante os primeiros oitos anos de vida foi educado na língua iídiche, numa escola hebraica, e depois continuou os estudos na Midwood High School, no Brooklyn.

Depois do ensino médio começou a frequentar a Universidade de Nova York, em 1953, para estudar filosofia, mas lá só ficou um semestre, até ser expulso.

Para conseguir algum dinheiro, já assinando com o pseudônimo de Woody Allen, começou a escrever textos de WOODY ALLEN-Bananashumor para colunas de jornais e programas de rádio. Esses trabalhos lhe rendiam parcos vinte dólares semanais.

Início da carreira

Em 1955, já estava escrevendo para programas de TV, atividade que exerceu durante cinco anos, até 1960.

Começa a se envolver com cinema em 1962, escrevendo o roteiro do curta-metragem The Laughmaker.

Três anos mais tarde escreveu o roteiro e atuou em seu primeiro longa-metragem, a comédia O Que Há de Novo, Gatinha? (1965).

WOODY ALLEN-Tudo que vc...Com Um Assaltante Bem Trapalhão de 1969, onde Woody atua e dirige, começa a ser notado como criador e, em consequência, o roteiro é indicado para o prêmio da Writers Guild of America, EUA, como melhor comédia escrita diretamente para a tela, além de melhor desempenho de comediante masculino pela Laurel Awards.

Em 1971 realiza Bananas, atuando e dirigindo. A seguir, em 1972, faz Tudo o Que Você Sempre Quis Saber Sobre Sexo Mas Tinha Medo de Perguntar, adaptado do livro de David Reuben, que se transforma em sucesso de público.

Em, 1975, Woody se transporta para a Rússia czarista na época da invasão de Napoleão com  A Última Noite de Boris WOODY ALLEN-a última noite de...Grushenko.

 A época da perseguição macartista é o tema de Testa de Ferro por Acaso, 1976. Escrito e dirigido por Woody, é uma comédia romântica sobre desencontros amorosos.

Depois de realizar e Noivo Neurótico, Noiva Nervosa, de 1977, em parceria com a atriz Diane Keaton, filma diversas produções.

O filme ganha diversos Oscars e lança uma bem sucedida série de dramas introspectivos, com diálogos afiados como Interiores (1978), Zelig (1983) e A Rosa Púrpura do Cairo (1985).

Em Interiores, assume as influências de Ingmar Bergman, diretor pelo qual nutre profunda admiração.

Em Manhattan, 1979, filmado em preto e branco, Woody dirige e vive Isac Davis, um escritor de meia-idade, divorciado, em situação constrangedora quando sua ex-mulher decide viver com uma amiga e publicar um livro, no WOODY ALLEN-7qual revela assuntos particulares do relacionamento terminado.

Nos anos 80, 90 e 2000 realiza uma grande série de filmes, dirigindo e atuando com sucesso.

Esta época também marca o início de sua “viagem à Europa”, quando ele deixa a querida Nova York para filmar na Inglaterra (O Sonho de Cassandra), Espanha (Vicky Cristina Barcelona), França (Meia Noite em Paris) e Itália (Para Roma Com Amor). Estes últimos filmes consolidam o reconhecimento do diretor na Europa e trazem alguns de seus maiores sucessos de público.

Em 2002 participou, pela primeira vez, do Festival de Cannes, onde ganhou uma Palma de Ouro pelo conjunto de sua obra.

Além de escrever roteiros e argumentos, atuar e dirigir Woddy também se dedica à literatura. No Brasil são conhecidos os seguintes títulos: Fora de Órbita, Cuca Fundida e Sem Plumas.

Casamentos e acusações

Com a atriz Mia Farrow, Woody teve um relacionamento que durou 13 anos e do qual nasceram três filhos.

Mia já havia adotado Soon Yi, uma menina coreana abandonada, durante seu casamento com André Previn, e será com Soon Yi que Woody iniciará um polêmico relacionamento, separando-se de Mia Farrow e casando-se com a WOODY ALLEN-woody com soon yijovem.

A imprensa, na época, tratou o assunto como se fosse um caso de incesto, mas, na verdade, não há nenhum parentesco entre os dois. O casal adotou duas meninas: Bechet Dumaine Allen e Manzie Tio Allen.

Sua ligação com a música, principalmente com o Jazz, pode ser conferida em todos os seus filmes, nos quais é responsável também pela escolha da trilha sonora.

De comportamento excêntrico, Woody prefere tocar jazz com sua banda New Orleans Jazz Band do que viver na badalação do mundo do cinema.

woodyallen-banda2Café Society (2016), seu filme mais recente, está em exibição nos cinemas.

Segundo o crítico da Folha de São Paulo, “Woody Allen é um dos raros cineastas americanos atuais que trabalham em vários níveis. Em seus melhores filmes, ao menos. E “Café Society” é um dos grandes Woody Allen deste século, talvez o melhor.”

“Ali o jovem judeu (sempre há um) é Bobby (Jesse Eisenberg), sai do Bronx, Nova York, direto para Hollywood, disposto a trabalhar com o tio Phil (Steve Carell), poderoso agente de cinema. Do mundo mais que real ao mundo dos sonhos.”

Eu assisti ao filme e concordo com a crítica. É a marca típica de Woody. Uma família judia que vive num bairro de classe média de Nova York, sendo um deles um importante e prestigiado agente de cinema em Hollywood, outro, um gangster.

Tudo com a trilha sonora que Woody Allen nunca dispensa, o Jazz de Nova Orleans, em geral o estilo Dixieland, exatamente o que ele mesmo toca com sua banda.

Assista o trailer do filme Café Society legendado em português:

https://portaljudaico.com.br/vendoo/uploads/2016/09/WOODY-ALLEN-92-TOCANDO-CLAR-2.jpghttps://portaljudaico.com.br/vendoo/uploads/2016/09/WOODY-ALLEN-92-TOCANDO-CLAR-2-150x150.jpgMoisés SpiguelENTRETENIMENTOJUDEUS NO CINEMAAtores Judeus,Cinema,Hollywood,Woody AllenWoody Allen se descreve da seguinte maneira: 'As pessoas sempre se enganam em duas coisas sobre mim; pensam que sou um intelectual (porque uso óculos) e que sou um artista (porque meus filmes sempre perdem dinheiro)'. Allan Stewart Königsberg é o verdadeiro nome de Woody Allen, de pais de origem...Comunidade Judaica Paulistana