maamad2

Desde que o povo hebreu saiu do Egito sempre foi fiel seguidor de Moshe, reclamão mas nunca se rebelou contra seu líder. Claro que não me refiro aos casos de grupos isolados como o de Korach. Refiro-me ao povo inteiro. Será? Uma linha interpretativa mostra que nesta em Parashat Itro todo o povo se rebelou e não aceitou a orientação de Moshe.

Nos traz a Torá:

No terceiro mês de sair os filhos de Israel da terra do Egito, neste dia chegaram ao deserto de Sinai. E partiram de Refidim e foram ao deserto de Sinai, e acamparam no deserto, e acampou ali Israel em frente ao monte. E Moisés subiu a Deus, e o chamou o Eterno desde o monte, dizendo: Assim dirás à casa de Jacó, e anunciarás aos filhos de Israel: tendes visto o que fiz no Egito, e vos levei sobre asas de águias e vos trouxe a mim. E agora, se ouvirdes atentamente minha voz e guardardes a minha aliança, sereis para mim o tesouro de todos os povos, porque toda a terra é minha. E vós me sereis para mim um reino de sacerdotes e um povo santo. Estas são as palavras que falarás aos filhos de Israel. E veio Moisés, e chamou os anciãos do povo, e expôs diante deles todas estas palavras, que lhe ordenou o Eterno. E respondeu todo o povo juntamente, dizendo: Tudo o que falou o Eterno, faremos. E levou Moisés as palavras do povo ao Eterno. E disse o Eterno a Moisés: Eis que eu venho a ti, na espessura da nuvem, para que ouça o povo enquanto Eu falo contigo, e também em ti crerão para sempre. E anunciou Moisés as palavras do povo ao Eterno[1].

Se colocamos atenção ao texto vemos que há um problema de ordem. Palavras se repetem, ações são repetidas. Enfim, ou o texto está “mal redigido”, ou algo aconteceu e não foi adicionado na Torá Escrita. Vejamos o que os mefarshim conseguiram encontrar na Torá Oral.

E partiram de Refidim e foram ao deserto de Sinai, e acamparam no deserto, e acampou ali Israel em frente ao monte

A clássica explicação de Rashi sobre a discordância dos verbos é que quando se diz acampou significa “como um único homem em um só coração, mas dos demais lugares onde acamparam estavam com rancor e discórdia”. Porém ainda fica a pergunta porque aparece o verbo duas vezes. Continua a Torá:

E Moisés subiu a Deus, e o chamou o Eterno desde o monte, dizendo

A ordem do pasuk está trocada. O certo seria primeiramente ser chamado e logo subir. Logo ordena Hashem:

Assim dirás à casa de Jacó, e anunciarás aos filhos de Israel

Porém o que faz Moshê?

E veio Moisés, e chamou os anciãos do povo, e expôs diante deles todas estas palavras

O Maamad Har Sinai, quando o povo estava em pé diante do monte para receber a Torá, foi o único momento em que todo o povo estava unido. Nunca o sentimento nacional foi tão forte e intenso. O povo estava eufórico e queria ver o grande momento da entrega da Torá.  Mas parece que estas emoções não estavam sincronizadas com Moshê.

Quando diz o texto que Moshê subiu a Deus, explica Malbim (Harav Meir Libush ben Yechiel Michael, século XIX), não está se referindo a uma subida física, mas sim espiritual. Moshê se preparou elevando sua alma para poder ter o encontro com Hashem no Sinai.Refua Shelema

O povo, no entanto, não estava nesse nível. Então quando Hashem ordena anunciar à casa de Jacó e aos filhos de Israel, a parte da clássica explicação de Rashi de referir às mulheres e aos homens, explica Natziv (Harav Naftali Zvi Yehudá Berlin, século XIX), que beit Yaakov se refere a todo o povo a quem se transmite com palavras mais suaves (Rashi), simples; bnei Israel se refere aos grandes em conhecimento[2] aos quais se fala com palavras mais duras como tendões (Rashi).

Então parece que as intenções seriam as de dar a experiência da profecia aos anciãos e ao povo explicar o que ocorreu sem uma participação direta no evento da entrega da Torá. Parece que o povo hebreu não aceitou bem essa ideia. Azut Dekedusha, o povo protestou e se “rebelou” contra as intenções de privilegiar a revelação.

E respondeu todo o povo juntamente, dizendo: Tudo o que falou o Eterno, faremos

O povo, que era a maioria que estava unido, não quis essa divisão de níveis, pois queiram que fosse como no futuro (Olam Haba) onde todos estarão em um nível superior[3]. Não era uma questão de igualar a todos mas sim de elevar a todos ao nível no qual pudessem participar da revelação. E a petição do povo foi atendida.

Eis que eu venho a ti, na espessura da nuvem, para que ouça o povo enquanto Eu falo contigo e também em ti crerão para sempre

Hashem então permite a todo o povo participar da revelação escutando, apenas, o que Hashem diria a Moshê. Mas como judeu é teimoso isso não foi o suficiente. O povo queira mais, queria ver quem estava entregando a Torá. Queriam conhecer a seu Deus.

E anunciou Moisés as palavras do povo ao Eterno

Outra vez anunciou as mesmas palavras? Não. Explica Rashi: resposta que escutei deles, que querem escutar de Ti. Pois não é igual escutar da boca do emissário do que escutar da boca do Rei; queremos ver nosso Rei.

As exigências do povo iam além do que eles poderiam suportar em uma revelação tão grande. Mas Hashem os atende e os permitiu ver parte da revelação. Para isso instrui Moshê a santificar todo o povo para que todos fossem participantes. Este é o único relato da humanidade onde todo um povo recebeu a revelação da divindade e que nunca questionou esse fato.

 

Shabat Shalom.

[1] Shemot 19:1-9

[2] Haemek Davar

[3] Malbim

https://portaljudaico.com.br/vendoo/uploads/2017/02/maamad2.jpghttps://portaljudaico.com.br/vendoo/uploads/2017/02/maamad2-150x150.jpgKaleb LustosaPARASHÁ DA SEMANAHar Sinai,Itro,Matan Torá,parasha da semana,SantidadeDesde que o povo hebreu saiu do Egito sempre foi fiel seguidor de Moshe, reclamão mas nunca se rebelou contra seu líder. Claro que não me refiro aos casos de grupos isolados como o de Korach. Refiro-me ao povo inteiro. Será? Uma linha interpretativa mostra que nesta em Parashat...Comunidade Judaica Paulistana