Dificuldade-no-aprendizado-2

Dificuldades no aprendizado é um fenômeno que muito preocupa e angustia pais e escolas. Trarei duas possibilidades de questões psíquicas e emocionais que podem afetar o aprendizado.

O que é o aprender? Aprender envolve conhecer o novo e, assim, deve envolver a curiosidade. A criança é, por natureza, curiosa. Desde bebê, o bebê quer tocar, mexer, tocar nas coisas. Essas coisas novas e desconhecidas: o que é isso? Desde bebês até crianças pequenas não têm noção de perigo. Por que? Porque não conhecem, não sabem que aquilo pode ser perigoso. Então exploram. Lá por volta dos 3-4 anos a criança começa a fazer perguntas, muitas delas.

Muitas vezes as perguntas das crianças cansam muitos pais e talvez professores por serem repetitivas. A repetição das perguntas é um meio que a criança tem para elaborar aquele conhecimento novo, quanto mais ela ouve, mais ela constrói seu conhecimento dentro de si. Pelo cansaço pela repetição, adultos podem, eventualmente, escapar um “Já não te disse isso mil vezes?” ou “Você já perguntou isso!” ou “Você não lembra?” e por aí vai.

Essas eventuais respostas podem acabar gerando na criança conclusões que podem fazer com que fiquem inibidas para o conhecimento. Por exemplo: “meus pais não gostam que eu pergunte, não vou perguntar” ou “perguntar é feio”; “se eu perguntar vou levar bronca”, etc.. Com isso, a criança pode ficar inibida e aí, ela não pergunta, fica com dificuldades para aprender, porque aprender envolve poder saber, mas se é proibido perguntar não tem como saber nem aprender.

Partindo do princípio que aprender é explorar, pensemos num arqueólogo. Um arqueólogo quer saber o que tem debaixo do chão, então, ele cava e, portanto, ele “destrói” o chão. Por esse exemplo, é preciso de certo grau de agressividade sim para explorar e, assim, aprender, descobrir e conhecer.

Sentimentos agressivos sentidos pela criança pequena com relação aos pais (quem nunca sentiu raiva dos pais?) podem ser sentidos em seu imaginário psíquico como um ataque que pode representar a destruição dos pais atacados. Ou seja, no imaginário psíquico, a agressividade irá destrui-los então, a criança corre o risco de perder seus pais, o que gera culpa por ter feito algo tão brusco e a busca por uma forma de parar de atacar. Uma das formas é a inibição da exploração e, assim, do aprendizado.

Com isso, para terminar, quero esclarecer que apresentei duas possibilidades dentre muitas. Poder ter paciência, acolher a curiosidade da criança e poder abrir-se a investigar o que pode estar movendo uma criança a ter dificuldades em aprender é importante para poder ajuda-la.

Estou aberta a perguntas!

E até a próxima.

 

https://portaljudaico.com.br/vendoo/uploads/2017/03/Dificuldade-no-aprendizado-2-1024x681.jpghttps://portaljudaico.com.br/vendoo/uploads/2017/03/Dificuldade-no-aprendizado-2-150x150.jpgSefi StrengerowskiCRIANÇA, FAMÍLIA E ESCOLAEXPERTSaprendizado,dificuldadesDificuldades no aprendizado é um fenômeno que muito preocupa e angustia pais e escolas. Trarei duas possibilidades de questões psíquicas e emocionais que podem afetar o aprendizado. O que é o aprender? Aprender envolve conhecer o novo e, assim, deve envolver a curiosidade. A criança é, por natureza, curiosa. Desde...Comunidade Judaica Paulistana