WhatsApp Image 2017-02-19 at 18.21.39A escravidão mais absoluta não vem da escravização de outra pessoa, mas da escravidão dos próprios impulsos. Nenhum dono de escravos já dominou ninguém como o álcool, heroína e cocaína dominam o viciado, que deve mentir, roubar e até mesmo matar para obedecer às exigências do vício.

Essa dominação não é exclusiva do vício. Podemos não perceber que a paixão de qualquer tipo pode totalmente nos controlar e impiedosamente aterrorizar-nos. Podemos racionalizar e justificar comportamentos que de outra forma teríamos considerado totalmente alheios a nós, mas quando a nossa paixão o exige, estamos impotentes para resistir.

Muitas pessoas pensam que são livres, mas eles são realmente peões nas mãos de seus hábitos, paixões, crenças limitantes. Como um viciado, eles não estão controlando sua vida, e não têm a característica fundamental da humanidade: a liberdade.

Nossa única defesa é tornar-se mestres sobre nossos desejos ao invés de seus escravos. Devemos dirigir nossas mentes para governar sobre as paixões de nossos corações.

Aqui está um princípio básico encontrado nos escritos do Rambam (Hilchos Daos) e outras fontes clássicas da Torá: “Aja da maneira que você deseja ser e você se tornará dessa maneira”.

Somos influenciados por nossas ações. Tomemos, por exemplo, alguém que quer se tornar uma pessoa mais gentil. Ao fazer muitos atos de bondade ao longo do tempo, a pessoa realmente se torna uma pessoa autenticamente mais gentil.
AINDA HOJE
Faça mais um passo para alcançar a verdadeira liberdade, o que significa – fazer o que sabe que é a melhor coisa a fazer, ao invés do que se sente vontade de fazer.

https://portaljudaico.com.br/vendoo/uploads/2017/02/WhatsApp-Image-2017-02-19-at-18.21.39.jpeghttps://portaljudaico.com.br/vendoo/uploads/2017/02/WhatsApp-Image-2017-02-19-at-18.21.39-150x150.jpegReuven SegalRELIGIÃOSOPRANDO BRASASA escravidão mais absoluta não vem da escravização de outra pessoa, mas da escravidão dos próprios impulsos. Nenhum dono de escravos já dominou ninguém como o álcool, heroína e cocaína dominam o viciado, que deve mentir, roubar e até mesmo matar para obedecer às exigências do vício. Essa dominação não...Comunidade Judaica Paulistana