Lauren Bacall-capa

 

Lauren Bacall, nome artístico de Betty Joan Perske, “a judiazinha do Bronx”, como era conhecida coloquialmente na indústria do cinema em seus primeiros papeis.

Filha única de um casal de judeus, William Perske (primo do ex-presidente de Israel, Shimon Peres) nascido na Polônia,  e Natalie Weinstein Bacal que nasceu na Romênia, Lauren Bacall foi uma atriz norte americana  de cinema, teatro e televisão.

Conhecida por sua voz rouca e aparência sensual, ela tornou-se um ícone da moda e um modelo para a mulher moderna. Ela é considerada uma atriz lendária, em parte devido à longevidade da carreira.

É conhecida principalmente por destacar-se no cinema noir em filmes como À Beira do Abismo (1946) e Prisioneiro do Passado (1947), bem como uma comediante, como em Como Agarrar um Milionário (1953).

Lauren Bacall-revistaBacall estudou dança durante treze anos. Ela então teve aulas de interpretação na Academia Americana de Artes Dramáticas. Durante esse tempo, tornou-se atendente de teatro, e trabalhou como modelo de moda.

Como Betty Bacall, fez sua estreia como atriz de teatro na Broadway em 1942, na peça Johnny Two By Four. Naquela época seu ídolo era Bette Davis. De acordo com sua autobiografia, ela teve a oportunidade de se encontrar com a famosa atriz em seu hotel.

Anos depois, Davis visitaria o camarim de Bacall para felicitá-la por sua performance como Margo Channing em Applause, um musical baseado em A Malvada  (1950), estrelado por Davis.

Bacall havia projetado uma carreira no palco para si mesma, mas por puro acaso entrou no mundo do cinema.

Slim Keith, a mulher do diretor de Hollywood Howard Hawks, notou Bacall numa capa da revista Harper’s Bazaar, e mostrou a foto ao marido. Este ligou para Nova York a fim de trazê-la para Hollywood para um teste.

Lauren Bacall-martinica-finalNão gostando do nome Betty, Hawks trocou para Lauren. Ele fez vários testes com ela e então a escalou para seu projeto seguinte Uma Aventura na Martinica (1944).

Como ficava nervosa diante das câmeras, Hawks sugeriu a ela inclinar a cabeça e puxar o cabelo para um dos lados do seu rosto. Ela pressionou seu queixo contra o peito, e então dirigiu os olhos para cima de modo a poder olhar para a câmera. Esse efeito veio a deixá-la conhecida como The Look (O Olhar), a marca registrada de Bacall.

Apesar de manter sempre uma atitude muito reservada na indústria de Hollywood, seu estilo marcou toda uma geração desde seu primeiro trabalho na tela.

Magra, lábios grossos e com um olhar embriagante, sua imagem permaneceu continuamente na memória, fazendo escola entre outras atrizes.

Seu romance e posterior casamento com o tipo mais durão na tela, Humphrey Bogart, foi considerado uma das histórias Lauren Bacall-bolo2mais românticas de uma indústria acostumada aos amores passageiros.

Um amor trágico que lhe partiu o coração quando o câncer levou seu marido em 1957.

Ela encontrou Humphrey Bogart nos estúdios de filmagem de Uma Aventura na Martinica, que na época era casado com Mayo Methot. Passaram a se relacionar dentro do set das filmagens e acabaram se apaixonando.

Depois do divórcio de Bogart, casaram-se em 21 de maio de 1945 e tiveram dois filhos. Ela conquistou o público – e o marido – com o seu famoso olhar sedutor: “The Look” (O Olhar).

Ela estava com 20 anos de idade e ele com 45. O filme levou-a a um estrelato instantâneo. Ela ganhou manchetes nos jornais do mundo inteiro.

Sua participação foi mais tarde considerada uma das mais impactantes estreias na história do cinema.

Lauren Bacall-filhosQuando da visita ao National Press Club em Washington, D.C. em 10 de fevereiro de 1945, seu assessor de imprensa pediu para ela se sentar no piano que estava sendo tocado pelo vice-presidente dos Estados Unidos, Harry Truman.

As fotos causaram certo reboliço. Lauren frequentava os salões da alta sociedade, incluindo a política. Ela era partidária, apoiando políticos em suas campanhas.

Depois de Uma Aventura na Martinica, Bacall apareceu com Bogart no suspense À Beira do Abismo (1946), no thriller Prisioneiro do Passado (1947), e no suspense melodramático de John Huston, Paixões em Fúria (1948).

Lauren foi indicada apenas uma vez ao Oscar, em 1997, por sua personagem na comédia romântica O espelho tem duas faces, dirigido e estrelado por Barbra Streisand, em que interpretou a mãe da protagonista.

Mas em 2010, a atriz recebeu uma estatueta honorária pelo conjunto da obra.

Ela ainda conquistou dois Globos de Ouro: o primeiro pelo mesmo filme que lhe Lauren Bacall-truman2Lauren Bacall-livrorendeu a indicação ao Oscar, além do prêmio especial Cecil B. DeMille, também pelo conjunto da obra em 1993.

A atriz também recebeu dois Tonys, o prêmio máximo do teatro, por seu sucesso nos musicais Applause (1970) e Woman of the year (1981

A autobiografia que escreveu, LAUREN BACALL BY MYSELF , tornou-se um grande sucesso ficando em primeiro lugar dos Best Sellers no lançamento em 1978.

Já na maturidade, ela se insurgiu contra o que via como a mediocridade da Hollywood contemporânea, referindo-se aos filmes-pipoca de ação e tipo saga Crepúsculo que sua neta a arrastava para ver.

“Minha neta disse que era o melhor filme de vampiro já feito. Depois que o filme acabou, fiquei com vontade de bater na cabeça dela com o meu sapato”, lembra Lauren.

Em vez disso, comprou um DVD do clássico Nosferatu, de Murnau, para a neta: “Isso sim é um filme de vampiro”.

Lauren Bacall morreu em Nova Iorque em 12 de agosto de 2014 aos 89 anos de derrame cerebral em seu apartamento no Edifício Dakota com vista para o Central Park.

Assista ao trailer de trechos de filmes de Bacall. Não se impressione com o “fumacê” dos cigarros em quase todas as bocas. Na época, a indústria do fumo não perdia ocasião em empurrar publicidade do seu produto nos filmes de Hollywood. Hoje é proibido.

https://portaljudaico.com.br/vendoo/uploads/2016/10/Lauren-Bacall-capa.jpghttps://portaljudaico.com.br/vendoo/uploads/2016/10/Lauren-Bacall-capa-150x150.jpgMoisés SpiguelENTRETENIMENTOJUDEUS NO CINEMAAtores Judeus,Hollywood,Lauren Bacall  Lauren Bacall, nome artístico de Betty Joan Perske, “a judiazinha do Bronx”, como era conhecida coloquialmente na indústria do cinema em seus primeiros papeis. Filha única de um casal de judeus, William Perske (primo do ex-presidente de Israel, Shimon Peres) nascido na Polônia,  e Natalie Weinstein Bacal que nasceu na Romênia, Lauren Bacall foi uma atriz norte americana...Comunidade Judaica Paulistana