kaddish-after-finishing-a-tractate-of-talmud-david-wolk
Este artigo foi escrito no yuhrzeit em memória e pela elevação da alma de Eduardo Kértesz z”l, irmão do querido Mário Kértesz, da Rádio Metrópole de Salvador, Bahia.

 

Uma das orações judaicas menos compreendidas pela razão é o Kadish. Mas o coração entende: o Kadish, diz o coração, fala do vazio deixado pela ausência permanente de uma pessoa querida: pai, mãe, irmão ou irmã, filho ou filha, esposo ou esposa.

Quando um judeu diz o Kadish em memória de alguém, é sempre uma tentativa de preencher de paz um coração alquebrado. Nem sempre o Kadish é dito por pessoas de luto. Mas é deste Kadish, o Kadish dos Enlutados, que falo hoje. Porque é importante frisar que o Kadish não é uma oração para os mortos, mas sim para os vivos. Se compreendermos suas palavras, veremos que fala da esperança no dia em que Deus, Grandioso e Santo, encaminhará o mundo para o Seu Reino: um reino de paz para todos os povos. Quando um judeu recita o Kadish, ele precisa de outros nove judeus. Por que? Talvez porque quem está de luto não deve ficar sozinho. Talvez porque quando perdemos alguém muito próximo e querido, a nossa fé diminui um tanto, pelo menos por um tempo.

O corpo estremece, as pernas bambeiam. É preciso o apoio espiritual de Deus, mas também o apoio de gente que entenda em que você acredita e o que você sente – e que esteja junto, para não deixar você cair. Afinal de contas, há Deus no mundo? Se Deus existe, como levou meu irmão tão cedo de perto de mim? E minha mãe, esposa, marido – e o meu filho, o meu filho? E como levou minha filha, justo ela, justo agora? Neste momento em que Deus parece longe, vem o Kadish e o traz para perto.

Deus existe sim, é Grandioso, Generoso e Bondoso. Deus está aqui. Me dá suporte, não me deixa cair. A paz que acredito haver no mundo espiritual, onde estão meus irmãos, meus pais… Deus fará esta paz aqui, entre nós, em vida. Confiar que no mundo espiritual há paz é confiar que meus queridos, meus próximos, estão em paz. E se eles estão em paz, meu coração se aquieta e se acalma. Deus, como Você é Grandioso e Santo. Você recebeu meu irmão sob Suas asas, em seus braços. Agora sei que ele está em paz. Agora posso ficar em paz. Itgadal Veitkadash Shemê Rabá. Shalom.

https://portaljudaico.com.br/vendoo/uploads/2017/04/kaddish-after-finishing-a-tractate-of-talmud-david-wolk.jpghttps://portaljudaico.com.br/vendoo/uploads/2017/04/kaddish-after-finishing-a-tractate-of-talmud-david-wolk-150x150.jpgUri LamJUDAÍSMOJUDAÍSMO INCLUSIVO  Uma das orações judaicas menos compreendidas pela razão é o Kadish. Mas o coração entende: o Kadish, diz o coração, fala do vazio deixado pela ausência permanente de uma pessoa querida: pai, mãe, irmão ou irmã, filho ou filha, esposo ou esposa. Quando um judeu diz o Kadish em memória...Comunidade Judaica Paulistana