yochevedFalaremos hoje de uma mulher  judia espetacular, que teve o mérito de ser mãe e protetora de três grandes Tzadikim do Povo de Israel, pelos quais veio a primeira Redenção do Povo Judeu, no Egito. Dela veio o primeiro Redentor – ”Goel”, dela veio o primeiro e mais santo ”Cohen”, dela veio a primeira Profetisa e futura Matriarca de líderes do Povo de Israel… Que sorte tão grande teve tal judia em ser mãe deles? YOCHEVED !!!

Yocheved Bat Levi A”H , ”Joquebede” em Português, a Mãe de Moshé Rabênu A”H, Aharon HaCohen A”H e Miriam HaNeviá A”H , certamente foi uma das maiores mulheres judias que já viveu. Pense nisso: Moshé Rabênu , que tirou os filhos de Israel do Egito e que recebeu a Torá no Monte Sinai. Aharon, que era o Sumo Sacerdote e pai de todos os Cohanim . Miriam, que era uma profetisa, em cujo mérito os filhos de Israel tiveram água durante os quarenta anos vagando no deserto. Houve alguma vez uma mãe que teve mais três filhos famosos?

Vamos falar dela por alguns momentos, e ver como e por que ela se tornou a maior mãe em Israel.

Yocheved era filha de Levi , filho de Yaakov Avinu A”H . Ela nasceu no mesmo momento em que Yaakov e toda a sua casa, Levi e sua esposa entre eles, tinham acabado de entrar nas portas do Egito. Isso foi no ano 2238 depois da Criação. Yocheved era o membro mais jovem das setenta almas que compunham a casa de Yaakov.

Yocheved foi criado por seu pai e seu avô. Por dezessete anos ela estava junto com seu avô, porque Yaakov morreu dezessete anos depois de sua chegada ao Egito. Yocheved casou-se com seu sobrinho Amram Ben Kehat Ben Levi A”H , um neto de seu pai.

Seu pai morreu quando Yocheved tinha 93 ou 94 anos, pois Levi foi o último dos doze filhos de Jacó a morrer (no ano 2331 ou 2332). Foi então que os tempos conturbados começaram para seu povo. Mas a verdadeira opressão começou uns trinta anos depois. Foi então que o faraó cruel ordenou que todos os bebês recém-nascidos dos filhos de Israel fossem mortos.

Yocheved era a principal enfermeira judia no Egito. Ela era uma grande mãe das crianças judias, e dedicou todo o seu tempo para ajudar as jovens mães judeus e seus bebês recém-nascidos. Sua filha Miriam, então ainda uma menina pequena, só com cinco anos , a estava ajudando.

Faraó mandou chamar Yocheved e Miriam e disse-lhes que cabia a eles tomar providências para que sua ordem fosse cuidadosamente cumprida. Miriam ergueu o nariz e acenou com o dedo para o rei cruel, que era pior do que uma besta. Faraó teria ordenado a menina morta, mas sua mãe implorou por sua vida, dizendo que ela era apenas uma criança e não sabia o que ela estava falando. Depois de deixar o palácio do rei, Miriam disse: “Mãe, o que vamos fazer? Você não vai matar bebês, não é?

“D’us me livre!” Yocheved respondeu. “Nosso pai Avraham nos ensinou a ajudar as pessoas a viver, até estranhos. Ele montou estalagens na encruzilhada para fornecer abrigo e comida para todos. Nós vamos trabalhar mais do que nunca para ver que cada criança judia deve ser salva. “

“Mas Faraó vai nos matar!” Miriam exclamou.

“Teremos que aproveitar essa chance, mesmo que nos custe nossas vidas”, Yocheved disse com determinação.

A partir daquele dia, Yocheved e Miriam trabalharam dia e noite. Eles ajudaram jovens mães judias. Eles reuniram roupas de bebê e comida de bebê dos judeus mais ricos para dar aos mais pobres. Eles trouxeram verdadeira ajuda e coragem ao povo judeu escravizado e sofredor. Eram verdadeiros anjos de misericórdia. E D’us era bom para elas e as protegia. Elas encontraram uma desculpa após outra para Faraó, e ele não as matou.

Quando Faraó deu aquele cruel decreto, Yocheved e seu marido, Amram, decidiram se separar. “Qual é o uso de criar uma família se as crianças são para ser jogado na água?”, Disseram. Mas Miriam disse a seu pai: “O que você está fazendo vai machucar nosso povo ainda mais do que Faraó pode nos machucar. Pois o Faraó quer destruir apenas nossos bebês. Mas se todos os pais judeus seguissem seu exemplo – e você é, afinal de contas, o maior e mais sábio líder de todos eles – em breve não haveria judeu vivo, pois ninguém desejará  criar uma família!”

Yocheved e Amram viram que a menina deles estava certa. “Devemos cumprir nosso dever, e deixar que D’us faça o Seu”, eles decidiram, e voltaram a casar. Uma vez mais Miriam profetizou: “Eu vou ter um irmãozinho que vai salvar o nosso povo!” E novamente ela estava certa. . . Pois logo nasceu o pequeno Moshé, e toda a casa estava cheia de luz. Três anos antes, Aharon nascera, quando Miriam tinha dois anos de idade.

Por três meses depois de Moshé nascer, Yocheved o escondeu dos oficiais do Faraó, que foram de casa em casa para procurar meninos judeus. Então ela soube que já não podia escondê-lo. Em vez de entregar o menino aos cruéis egípcios, Yocheved decidiu confiá-lo a D’us. Ela fez uma pequena caixa de madeira, tornou estanque, e colocou-o entre os juncos no Nilo, com uma oração a D’us para salvá-lo.

Quando o pequeno Moshé foi colocado na água, os Astrólogos do Faraó pensaram que o menino que deveria ser o campeão dos filhos de Israel já  tinha sido afogado, e não era necessário jogar mais crianças na água. ”Que cresçam e sejam escravos do Faraó”, disseram eles.

Bem, você sabe o que aconteceu com o pequeno Moshé, e como ele foi salvo pela filha de Faraó, Bitya. A pequena Miriam, que se aproximava para ver o que aconteceria, aproximou-se da princesa. Ela não lhe disse que era seu irmãozinho, mas ela disse que era melhor ter uma enfermeira judia para ele, pois ele não teria outra. Então ela correu para sua mãe, e assim Moshé foi realmente amamentado por sua própria mãe sem nenhum desconhecido soubesse disso.

Você bem pode imaginar que bom cuidado Yocheved deu ao pequeno Moshé.Quando cresceu, ela lhe disse quem ele era. Ela ensinou-o a ser corajoso e arriscar sua vida para salvar seus irmãos, assim como ela e Miriam tinham feito. E foi assim que Moisés cresceu para ser o grande homem, o maior homem que já existiu. E no primeiro dia em que saiu para ajudar seus irmãos, arriscou sua vida para salvar um companheiro judeu de um cruel escravo. . .

Yocheved  era conhecida por dois outros nomes. No início do livro de Shemot (Êxodo) ela é chamada Shifrá, que significa “Bela”. Ela era assim chamada porque faria crianças judaicas bela e saudável pelo bom cuidado que ela lhes deu. No livro de Crônicas ( Divrei Hayamim ) ela é chamada Yehudiá, a Judia, porque ela arriscou sua vida para salvar o povo judeu.

O grande sábio Rabi Yehudá Hanassi A”H (que no 2º século da Era Atual reuniu e organizou a Lei Oral nos seis volumes da Mishná ), ao falar de Yocheved, disse: “Havia uma mulher judia que era a mãe de 600.000 crianças.” Ele explicou que queria dizer Yocheved, que deu à luz Moisés, que valeu tanto quanto todo o povo de Israel que saiu do Egito.

Os judeus da Itália costumavam dizer um hino especial em honra de Yocheved no dia de Simchat Torá . Eles cantaram seus louvores no dia de regozijo com a Torá, porque ela era a mãe de Moisés, que recebeu a Torá de D’us para nosso povo, daí devemos também render homenagens á Mãe do Redentor do povo Escolhido.

Yocheved viveu para ver sua filha Miriam liderar todas as mulheres judias em louvor de D’us após a travessia do Mar Vermelho, e seus dois filhos Moisés e Aarão receber as coroas da realeza e sacerdócio. Que grande nachat (alegria) ela desfrutou de seus filhos!

Que todas as mães judaicas sejam como ela!!!

QUE OS MÉRITOS DA CORAJOSA E SANTA YOCHEVED A’H PROTEJAM TODO POVO DE ISRAEL EM ESPECIAL AS MULHERES, AMÉN!!!

FONTE: Nissan Mindel, ”O Contador de Histórias”, Ed. Kehot

www.chabad.org

https://portaljudaico.com.br/vendoo/uploads/2017/02/yocheved.jpghttps://portaljudaico.com.br/vendoo/uploads/2017/02/yocheved-150x150.jpgDiogo Hara ClaroMULHERES DO TANACHRELIGIÃOEgito,Êxodo,Joquebede,Mulheres Bíblicas,TORÁ,YochevedFalaremos hoje de uma mulher  judia espetacular, que teve o mérito de ser mãe e protetora de três grandes Tzadikim do Povo de Israel, pelos quais veio a primeira Redenção do Povo Judeu, no Egito. Dela veio o primeiro Redentor - ''Goel'', dela veio o primeiro e mais santo...Comunidade Judaica Paulistana